nostalgia


Vida que segue

Eu já detestei café. Já achei que mulher tinha que se dar ao respeito e que funk era horrível. Já acreditei que bolsa família era esmola e era obrigação do homem pagar a conta. Já odiei Os Simpsons, detestei Marília Medonça, falei mal de mulher que pegava geral, acreditei em racismo reverso. Já gostei de homem controlador, já detestei açaí, já briguei com amiga por […]


Sobre despedidas

Tem gente que não acredita, mas eu sou sensível. Eu me apego. Sou leal e não gosto de sentir saudades. Prefiro romper relações, fingir que a pessoa sumiu ou me odeia do que aquela sensação de que não posso estar perto porque o universo não deixa. Faço de conta que nem quero mais. Há uns dez anos atrás eu mudei de cidade drasticamente. Deixei para […]


Em outra vida 4

Encontrei duas pessoas ex conhecidas no shopping. Dessas que a gente manteve contato em outra vida, quando tinha outros sonhos e outros gostos, mas hoje são completas estranhas. Fingi que não as reconheci, mas eu sei que elas me reconheceram. Do mesmo jeito que elas sabem que eu também. Tive vontade de chorar, não é exagero. Foi real. As lágrimas vieram mesmo, dando nó na […]


Da criança que fui

Eu amava passar férias na casa da minha avó, brincar com meus primos e andar de bicicleta. E mesmo que esse pedaço da minha vida não tenha preenchido a maior parte da minha infância, é dele que eu lembro. Lembro da Fazenda, tacos de Beti improvisados, os livros antigos do Monteiro Lobato, trocar cartas com minha melhor amiga e ter que jogar queimada sem fazer […]


Corações Partidos

Ilustra da Carolina Carmo Corações partidos nunca se curam. Não importa o tamanho da fissura, nunca se cura. Há rachaduras fundas e inundadas de mágoas que te fazem lembrar todos os dias da pedra que te atingiu ou do caminhão que te atropelou. Com o tempo ela lateja com menos frequência, mas sempre na mesma intensidade. Sempre lá, te lembrando das vezes que você foi […]


Eu sou a mesma em todos os lugares

As mesmas piadas sem noção e comentários ditos sem pensar. Se eu falo palavrões no escritório?! Não só falo palavrões como faço discursos eloquentes sobre coisas como a necessidade de peidar na frente do seu companheiro como uma maneira de fortalecer a intimidade. Estou até pensando em escrever uma tese sobre. Pois é, sou dessas.


A esquina da Maccal

Passei boa parte da minha infância/adolescência numa cidade que fica na divisa do Maranhão com o Tocantins, Carolina. Eis que na foto á cima (em péssima qualidade, eu sei, mas ela precisa estar aí.) você está visualizando o ‘point’ da pegação no auge dos meus 13 anos. Funcionava assim: ia o casal de esquema, que muitas vezes não trocava sequer uma palavra antes de chegar […]


Livro – Orgulho e Preconceito 6

#DLdoTigre – com mais de 300 páginas. Todo mundo que gosta de livros já conhece a fama de Jane Austen ser uma leitura densa e rebuscada. Espera também que seja o livro. Não é gente. Lógico que para a época que foi escrito e pela sua importância histórica, Orgulho e Preconceito precisa ser lido. Mas não me sinto tentanda a ler outros livros dela depois […]