Somos mais que 33


somos-mais-de-33

Olha para a sua amiga do lado. Viu? Viu mesmo?! Então! Ela é um espelho. A maneira como o mundo a vê é como o mundo te vê também. Se as pessoas não respeitam ela, não te respeitam também. Aquela menina lá da periferia, que foi drogada e estuprada por 33 monstros também é um espelho seu, também é um reflexo de como o mundo te vê. Ela não passou por aquilo por ser pobre, por ser vadia, por ser fácil ou ser dada. Não! Ela foi estuprada por 33 homens porque ela é mulher, tal e qual eu você. Foi estuprada porque aqueles caras acharam que os seus pênis lhes davam poder sobre a vagina dela, sobre o que ela representa. 

Ela foi estuprada por ser mulher.

Daqueles 33 monstros, nenhum se levantou para ajudar, esse não poderia ser o retrato mais triste nojento e fiel da sociedade em que a gente vive. Não dá para esperar que homens sejam salvadores, aqueles que vão te salvar como nos contos de fadas. Nem a Disney dá mais esse papel para os príncipes! Quem vai brigar por nós, lutar por nós e sentir a nossas dores somos nós mesmas, umas pelas outras. Nada além disso.

E quando entendermos que a dor de uma mulher não é só dela, que uma é o espelho de todas outras, aí estaremos de mãos dadas. Seremos várias. Muitas. Infinitas. Gritando alto, endurecendo o grelo e formando um muro de proteção que vai defender muito mais do que nossos corpos de 33 porcos. Vai defender nossos direitos e a nossa voz.

Não posso imaginar o que aquela garota passou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *