Para começar o ano de maneira positiva


para-comecar-o-ano-de-maneira-positiva

Essa linda é Rafa, filha da Carol Damiá

Pra começar, eu não sou uma pessoa otimista, e é com muito esforço que eu tento reverter isso (quase) todos os dias. Funciona?! Nem sempre! Mas as tentativas são sempre legais e pelo menos fazem o dia melhor. Então essa lista é mais pra mim do que pra vocês, pra repetir sempre os hábitos bons que esse ano me trouxe.

1. Andar com gente alegre ( e ser uma delas!)

para-comecar-o-ano-de-maneira-positiva-1

Nós absorvemos o que as pessoas transmitem! Incrível! Gente negativa e sem senso de humor acaba com meu dia, e eu não quero ser esse tipo que acaba com o dia dos outros. Eu não vim ao mundo para escutar lamúria alheia nem para andar derramando as minhas. Das amigas eu escuto tudo, dou conselho torto e ombro amigo, mas isso tem hora e lugar. Inclusive tem até muito sorvete para dar o clima. Mas todo dia, toda hora, eu quero é gente que ria de si mesmo e deixe meu dia mais colorido.

2. Música, muita música

para-comecar-o-ano-de-maneira-positiva-2

Sou dessas que estou de fone de ouvido nem aí pro resto do mundo. É, é um comportamento pós moderno demais e até meio egoísta. Mas ó, me livra de me estressar com um monte de gente. Tem horas que não dá, seria completa falta de noção, e essas horas meu fone de ouvido faz tanta falta! Tem até umas playlists aqui que eu compartilhei com vocês durante o ano.

3. Sair de casa

para-comecar-o-ano-de-maneira-positiva-3

Amo a minha casa, entendam isso. Mas desapegar do meu canto e ser feliz na rua é preciso. É na rua que o mundo acontece, que as pessoas se conhecem e o universo faz coisas boas acontecerem. Nem que esteja lisa, sem um puto no bolso, vou alí na praia só sentar na areia e ver o mar. Nessa eu já conheci uma mulher super gente boa que também adorava cachorros e passamos horas trocando ideias. Nem sei o nome dela, mas sei que ela tem dois cachorros (o Bob e o Marley), e os ama muito.

4. Não ter medo de ser ridícula

para-comecar-o-ano-de-maneira-positiva-4

Atuo em clipes imaginários, canto com minha voz péssima, danço até o chão quando toca Mc Carol. E olha, foda-se se tiverem olhando! Não estou nem aí se acham que é ou não inapropriado, se faz de mim mais ou menos confiável. E isso é, em muitos níveis, libertador.

5. Ser mãe de bicho

para-comecar-o-ano-de-maneira-positiva-5

Eu sei que minhas meninas não são humanas, é uma gata e uma cachorra que não falam e não podem entrar em restaurantes. Mas elas dividem a vida comigo, são parte da minha família, se comunicam comigo de um jeito que eu nem sei explicar. E esse contato faz de mim uma pessoa melhor!

6. Me rodear de mulheres

para-comecar-o-ano-de-maneira-positiva-6

Há quem diga que eu fiquei muito chata com “essa coisa de feminismo“. Velho, foda-se! Fiquei chata mesmo. Esse ser chata significa se importar e acreditar em algo a ponto de trazer isso para a minha vida de maneira tão simples e direta. Sim, eu confio mais em mulheres e cuido mais delas do que de qualquer homem. Não permito piadas machistas que desrespeite qualquer uma, ou qualquer comportamento deles que as ofendam de alguma forma. Tenho amigos homens, e esses só são meus amigos porque não ultrapassam essa linha básica de respeito com todas as mulheres. Sim, eu tomo as dores inclusive de desconhecidas.

7. Não levar desaforo pra casa

para-comecar-o-ano-de-maneira-positiva-7

Uma coisa que me adoeceu muito no começo de 2015 foi ter escutado ofensas calada. Em muito porque paralisei, e também porque não quis ser desrespeitosa e causar confusão. Engoli a seco para não entrar em confusão. Não em 2016 amigos, não em 2016.

8. Me amar

para-comecar-o-ano-de-maneira-positiva-8

Sempre tem aqueles dias que a gente acorda se sentindo uó, independente de ser mulher. Nesses dias eu saio descabelada e com a roupa desconjuntada, e até nesses momentos eu ando fazendo carão. O quê?! Não sou nem obrigada a ser exposição. Acho que é aí que está o ponto sobre se amar: ser maravilhosa independente de se achar bonita ou não, desarrumada ou não, vestida ou não. É ser a mesma independente de como o espelho reflita você.

Mais dicas para um ano cheio de energias boas?!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *