Não deixe a vida te levar 4


Esse conselho é para mim. Preciso parar com essa mania de deixar as coisas irem e a vida indo tomando rumos que eu não queria para ela. A vida é minha, eu que deveria tomar as rédeas. Mas não tomo. Só engulo a seco o que tem que ser.

Já estava resignada a passar o sábado preguiçoso, em casa, curtindo a fossa e um estômago revirado. Liguei o ar, botei umas músicas indianas (pra fingir que medito) e me preparei para entrar em Shavasana. Só que a porcaria do celular não parava de vibrar, e a curiosidade mata a gata.

“Vem pra cá. Traz vinho. Vem nua.”

Não, não vou. Tô mal.

“Vem bicha!”

Tá bom, eu vou. Acabei com os planos da vida de me ver morgada pensando em que tudo que poderia dar errado. Peguei roupa suja mesmo, uma chinela e amarrei o cabelo. Seja o que a deusa quiser. E foi.

Éramos cinco. A gostosona beijava na boca, a moça séria rebolava até o chão, a atrevida chamava os moços e a baixinha queria mandar em todo mundo. Eu? Agradecia por não ter seguido o curso. Por ter desviado para aquele carnaval de rua e estar descalça e bêbada cercada de gente desconhecida dançando comigo.

Moral da história: atenda o celular, responda as mensagens e ignore aquela voz maldita que diz pra você ficar deitada. Inércia não muda caminhos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 pensamentos em “Não deixe a vida te levar

  • Jade Amorim

    Sou aquele tipo de pessoa que gosta de ficar em casa, aproveitar o tempo e tudo o mais. Entendo essa necessidade de movimento, mas se eu saísse toda vez acho que acabaria ficando exausta (e sem um puto no bolso hahaha).
    De qualquer maneira, entendo bem a mensagem que você quis passar. As vezes é bom exigir um pouco de ação, não deixar as coisas acontecerem tão livremente.

    Beijos